.mais sobre mim

.Sobre nós

Somos duas alunas do 12ºB da Escola Secundária Amato Lusitano e criámos este blog como complemento ao trabalho que iremos realizar até ao final deste ano para a disciplina de Área Projecto. De uma forma leve e (esperamos) interessante apresentaremos aqui um pouco sobre o tema que nos propomos desenvolver. Sejam bem vindos!
Joana Amaral & Mariana Afonso

.Procedimento

O trabalho sobre o qual aqui iremos falar terá uma componente prática, na qual, iremos periodicamente medir o pH da água da chuva. Fotos e Vídeos de como realizamos esta componente do trabalho:
Photobucket
Photobucket

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tipos de precipitação

. Componente Laboratorial (...

. Componente Laboratorial (...

. Procedimento Experimental

. Componente Laboratorial (...

. Como se forma a precipita...

. Componente Laboratorial (...

. Procedimento - Fotos

. Componente laboratorial (...

. Em breve...

.arquivos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

.Links


   (Conta do Youtube)      (Projecto ENEAS)

Outros blogs da turma:
Fósseis de Penha Garcia
ADN, Genética e Futuro
Os Oceanos
Pressão Atmosférica
Nuvens
Peça de Teatro


blogs SAPO

.subscrever feeds

.Escolha a versão

Sábado, 9 de Maio de 2009

Tipos de precipitação

Um movimento ascendente do ar provoca uma precipitação mais ou menos abundante. Deste modo, consoante o processo que origina a ascensão do ar, observamos três tipos principais de precipitação: convectiva, orográfica e ciclónica ou frontal.

 

Precipitação Convectiva:

Quando uma corrente de ar quente ascende, a sua temperatura tende a diminuir até atingir o ponto de saturação (limite correspondente à quantidade de vapor de água que a atmosfera pode suportar para determinada temperatura), conduzindo à formação de nuvens e, posteriormente, à precipitação, habitualmente sob a forma de aguaceiros.

 

 

 

Precipitação Orográfica:

Quando uma massa de ar encontra uma zona de relevo ascende e, consequentemente, atinge o ponto de saturação originando nuvens. A precipitação ocorre por processos normais, já explicitados em posts anteriores.

 

 

 

Precipitação Ciclónica ou Frontal:

Quando uma massa de ar encontra uma superfície frontal, área de contacto entre duas massas de ar, é obrigada a subir, originando precipitação pelos processos atrás descritos.

A zona de intersecção de uma superfície frontal com a superfície terrestre denominada frente. Existem dois tipos de frentes, as quentes e as frias.

Numa frente quente o ar quente avança sobre o ar frio elevando-se, uma vez que é menos denso. Origina chuvas contínuas, de grande duração e de pouca intensidade.

Numa frente fria o ar frio introduz-se por baixo do ar quente, obrigando-o a subir. Origina chuvas intensas, do tipo aguaceiros.

 

 

Joana & Mariana

publicado por Joana e Mariana às 22:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 3 de Maio de 2009

Componente Laboratorial (6)

Abril

Dia Hora Altura pluviométrica (mm) Temperatura da água (ºC)  Nº de dias de chuva acumulada  pH
15 11:00 9,90 14,6 4  7,04
17 08:50 17,20 10,8  2  6,05
22 11:15 7,40 27,9  1  4,64
30 10:06 0,06 -------  2  ----

publicado por Joana e Mariana às 16:54
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Abril de 2009

Componente Laboratorial (5)


Março

Dia Hora Altura pluviométrica (mm) Temperatura da água (ºC) Nº de dias de chuva acumulada pH
4 10:57 2,00 18,4 4 7,73

 
Joana & Mariana
 

  

publicado por Joana e Mariana às 22:57
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 19 de Março de 2009

Procedimento Experimental

Já está disponível o vídeo com o procedimento experimental.

  

 

 

  

Como podem ver é relativamente simples de realizar.

  

Joana & Mariana

publicado por Joana e Mariana às 19:33
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 1 de Março de 2009

Componente Laboratorial (4)

Fevereiro

Dia Hora Altura pluviométrica (mm) Temperatura da água (ºC) Nº de dias de chuva acumulada pH
4 10:50 82,40 11,25 4 5,93
6 8:45 9,80 7,6 1 5,84
11 10:40 5,50 18,7 2 6,55

 

 Joana & Mariana

 

publicado por Joana e Mariana às 15:57
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

Como se forma a precipitação?

          A diferente proporção em que o vapor de água se encontra na atmosfera pode originar diferentes formas de condensação: nuvens, nébulas, chuva ou neve.

          Antes de mais, importa referir o significado de humidade, ou seja, a quantidade de vapor de água contido na atmosfera. Existem dois tipos de humidade, a relativa e a absoluta.

          A humidade relativa é-nos dada pelo quociente entre a humidade existente num determinado local e o valor máximo de humidade para esse mesmo local. É através da humidade relativa que ficamos a conhecer a quantidade relativa de saturação.

          A humidade absoluta refere-se à quantidade real de humidade presente na atmosfera, ou seja, é a massa de vapor de água que está contida num dado volume de ar. Indica-nos, também, a quantidade de água que se pode extrair da atmosfera, sobre a forma de precipitação.

          Para que ocorra precipitação são necessárias condições atmosféricas muito específicas. Deste modo, a precipitação produz-se quando, ao elevar-se, o ar arrefece muito rapidamente para valores inferiores aos do ponto de condensação, conduzindo à formação de nuvens. Se, no interior de uma nuvem, se forma condensação rapidamente, existirão condições favoráveis à formação de precipitação no estado líquido. De uma forma simples poderemos dizer que, quando pequeníssimas gotas colidem originam gotas de maior tamanho incapazes de permanecer suspensas no interior da nuvem. Desta forma, com o aumento do diâmetro das gotículas, também o seu peso se torna maior obrigando-as a cair. É então que se origina a chuva como a conhecemos.

          Assim, a precipitação líquida origina-se quando a atmosfera é incapaz de suportar o peso das gota de água que se formam no interior das nuvens.

 

Joana & Mariana

 

publicado por Joana e Mariana às 21:46
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 1 de Fevereiro de 2009

Componente Laboratorial (3)

Janeiro
Dia Hora Altura pluviométrica (mm) Temperatura da água (ºC) Nº de dias de chuva acumulada pH
7 10:56 55,00 10,7 6 4,91
14 10:46 6,50 12,8 1 6,26
15 10:06 8,60   1 5,81
16 9:05 19,60 8,23 1 5,86
21 10:46 12,60 14 3 6,65
22 9:57 8,20 12,9 1 6,83
23 9:04 2,40 15,65 1 6,62
27 11:18 21,00 16,75 3 7,11
31 9:13 5,20 13,5 2 6,69

  

Joana & Mariana

publicado por Joana e Mariana às 13:37
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

Procedimento - Fotos

Já estão disponíveis fotografias relacionadas com a medição do pH e respectivos materiais. 

 

Para aceder às fotos clique na hiperligação abaixo:

 

Joana & Mariana

 

publicado por Joana e Mariana às 20:09
link do post | comentar | favorito
|

Componente laboratorial (2)

Todos os meses iniciamos uma nova Tabela de Precipitação onde inserimos todos os dados retirados para a execução deste projecto. Uma vez que um dos objectivos deste blog é partilhar com a comunidade os resultados obtidos durante a experiência, é de extrema importância que apresentemos os dados recolhidos quando se verifica precipitação em Castelo Branco.

A medição do pH é essencial ao desenvolvimento do nosso trabalho, uma vez que é nela que basearemos toda a parte experimental do nosso trabalho. Desta forma, sempre que chove, avaliamos o pH da água da chuva e retiramos também alguns outros dados indispensáveis.

Assim, apresentamos as tabelas que completámos até à data.

 

 

Outubro

Dia Hora Altura pluviométrica (mm) Temperatura da água (ºC)  Nº de dias de chuva acumulada  pH
5 15:19 3,90 ------- 3  5,96
7 10:05 2,00 -------  1  5,4
28 10:16 8,00 -------  1  6,25
30 10:16 0,06 -------  2  ----
31 12:09 8,00 -------  1  5,5

 

 

Novembro

 

Durante o mês de Novembro não foram realizadas quaisquer medições, uma vez que não se registou a ocorrência de precipitação.

 

 

Dezembro
Dia Hora Altura pluviométrica (mm) Temperatura da água (ºC) Nº de dias de chuva acumuldada pH
2 12:04 23,00 ------- 2 6,35
4 10:15 3,40 ------- 1 6,01
9 10:12 15,80 12,7 1 5,43
12 8:57 2,00 13,9 1 6,36
15 11:53 8,30 20,1 2 5,55

 

Joana & Mariana

publicado por Joana e Mariana às 16:19
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2009

Em breve...

 

Em breve poderão consultar a versão inglesa do blog.

 

  

Joana & Mariana

 

 

publicado por Joana e Mariana às 14:22
link do post | comentar | favorito
|

.Número de Visitas

Contador visita
online